Atuais

  • Maria Nepomuceno / PELO AMOR…, 27/09 – 15/12

    Nepomuceno mistura diferentes elementos e suas obras são fruto do novo ambiente de trabalho da artista, local onde funcionou um centro de Umbanda por muitos anos. A reforma da casa, a natureza presente, as referências e materiais usados nos processos de trabalho da artista, o interesse em entender mais sobre a religião, todas essas influências geraram um caos que foi se organizando na obra “Pelo Amor…”, que dá nome à exposição. Amor que representa morte e renascimento.

  • Paulo Paes / MISSA PARA OS MORTOS, 27/09 – 15/12

    Paes propõe um trânsito e uma comunicação entre mundos através da manifestação visual. São 4 conjuntos de trabalhos que utilizam materiais diversos como papel de arroz chinês tingido com nanquim, bambu e fibra de vidro. As séries “Os mortos cantam uma canção”, “Esquecimentos”, “Supercondutores sonoros” e o políptico “In memorian” compõem a exposição.